Parto Normal, com Indução, Sem Intervenções e sem Anestesia

Nome da mamãe: Poliana
Nome do bebe: Raquel
Tipo de parto: Normal, com indução, sem intervenções e sem anestesia
Idade Gestacional: 41 semanas
Cidade: Belo Horizonte
Maternidade: Hospital Odilon Behrens - Publico  


Dia 14/02 me internaram para indução pois já estava com 41 semanas e a minha pequenina preguiçosa não queria sair do forninho, por escolha própria optei por parto normal.
As 8 horas da manha Gabriel (marido) me internou e ficou o tempo todo ao meu lado, uma doula veio conversar comigo e depois uma psicologa, isso foi ótimo. Introduziram um comprimido de mesopropol intravaginal, e nada de contrações, fiquei numa boa até as 19 horas, estava calma de mais achando que tudo ia ser indolor, boba eu de acreditar nisso, quando a médica disse
- Vamos estourar sua bolsa.
Chorei, não pela dor porque não doeu, mas porque assustei. Ela veio com um objeto amarelo ponte agudo pra enfiar ' la ', me colocaram uma comadre e Puff!!! Bolsa estourada, liquido quente saindo pelas pernas com sangue, me colocaram no soro ( Ocitocina ) e ai sim comecei a ter contrações dolorosas, extremamente dolorosas e insuportáveis. As 23:30 da noite, a medica fez um exame de toque e falou para eu tomar um banho demorado para então tomar a anestesia. Graças a Deus já estava com 5 centímetros de dilatação, a dor ia acabar. Fui para o banheiro correndo toda feliz e Gabriel me segurando, fiquei la ate ficar enrugada, água batendo nas costas e barriga e a coisa ficou pior, fiquei morrendo de raiva da medica, ela sabia que meu trabalho de parto ia ser mais rapido se eu tomasse um simples banho, simplesmente comecei a sentir muita vontade de empurrar, mas empurrar mesmo, ai veio a vontade de fazer o numero DOIS. Gabriel ficou branco, pálido, transparente e saiu correndo do banheiro para chamar a medica, quando ela chegou eu estava com 9 centímetros de dilatação, corremos para a sala de parto, não daria tempo de dar anestesia. Entrei na sala de parto, minha cabeça já não estava nesse mundo mais, já não aquentava mais e fazia muita força e gemia, já nem estava no meu corpo, nem me lembro se senti dor ou se tava dopada de tanta dor, e a Raquel não queria sair, normal né, gostou do quentinho. 
A medica chamou o obstetra chefe que tava assistindo meu parto e quando Raquel coroou eu já nem tinha forças mais, quando veio a ultima contração ele me mandou fazer muita força sem gritar, meu deu uma cotovelada na barriga e Puff, minha linda saiu, a dor??? Acabou! Só existia aquele momento, em que eu conheceria minha filha, minha princesa e quando eu a vi, me apaixonei, eu e o papai dela. 
Apesar da dor, não me arrependo da escolha do parto e faria tudo outra vez.
Não ha momento melhor, não ha como descrever a alegria de segurar no colo aquele momento foi unico amo amo amo...cada dia mais vc Raquel...minha filha minha linda


Nota: Tive minha bebe em hospital publico e não tenho oque reclamar, tive todo auxilio possível, uma doula comigo, uma psicologa que conversou comigo, meu parto foi assistido pelo pediatra e dois obstetras e acho que por todas as enfermeiras do hospital, meu marido pode ficar o tempo todo comigo e foi por causa de todo o apoio desses profissionais que meu parto foi muito bom e minha filha e perfeita, hoje com 5 meses e é linda.





1 comments:

Joice Santos said...
This comment has been removed by the author.

Post a Comment